quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

not interesting, really

stop searching.
all you need is to smile....

Pois sim, e por alguns momentos eu me sinto em paz. Como se não tivesse com o que me preocupar, só posso sentir um alívio enorme, e isso é bom. 2009 foi ano de aprendizado pra mim. Conscientização, e mais do que isso, um ano alegre. E é bom saber que tenho lembranças boas...
Não me entristece saber que por alguns momentos, tudo pode mudar e mudar pra pior. Eu tenho no que me apoiar, eu tenho como me levantar. Não me trás desânimo ao saber que, por alguns momentos, tudo o que eu quero é intocável, por isso eu protejo o que me mantém viva... bem dentro de mim.
Por alguns momentos, eu quis abrir os olhos e enfrentar as crueldades...
Por alguns momentos, me manter de olhos fechados só atrasou tudo o que eu poderia ter me habituado. Mas, se for parar pra pensar, é.. talvez fosse melhor assim.

Emoções vagas e vagando. Nenhuma vai embora, vão se acumulando, estou esperando o final disso. Parece bom, mas o feitiço pode se virar contra o feiticeiro...
Logo eu, que julguei muito as coisas por intuição... Mas como eu não sou a certa sempre, não vou confiar na minha intuição sempre.

Ok, agora vocês preferem que eu fale o "português" mesmo: Eu estou quietinha, com minha vida seguindo plenamente bem, e não consigo comentar nada sobre ela, é estranho. É como se tudo fosse embora, menos o que você sente, por mais que você não consiga falar nada sobre isso. Daí você começa a pensar se são sentimentos fortes ou passageiros..
Eu realmente quero que eles fiquem onde estão. Eu estou melhorando de humor e de personalidade, só continuo a mesma teimosa e desobediente de sempre. Isso parece fixo, portanto não muda :~

Natal! Yay!
Essas épocas (natal, páscoa, ano novo, afins) sempre me lembram duas coisas. Frango e chocolate. o.o AHEIAOIEAOIEOA
Meus dois últimos anos (2007,2008) não tiveram viradas tão boas. 2009 tá marcado, foi muito bem aproveitado, e 2010 eu vou começar com o pé direito. Pode crer. (y)

Baby, I can be all you ever wanted. Won't you please stay with me? ♥

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Eu não sei por onde começar.
Não sei diretamente a quem agradecer, mas isso tudo foi trabalho do destino. Que me mostrou que não preciso de muitas coisas pra ser feliz... basta uma amizade verdadeira. Já eu, que sou a pior dependente de afeto e carinho que vocês devem conhecer. Mas não importa. 

Eu achei que a virada do ano {que ainda não chegou, mas nada vai estragá-la} 
Fosse péssima. Mas vai ser uma das melhores. Não importa como, mas vai. Já fez um ano que carrego esse blog nas costas e nenhum post foi tão otimista quando esse.
Hora de recarregar as energias, pensar no futuro. Consequências? Danem-se.

As saudades já batem... nhaaam.. boa viagem pra Nik, pro Otávio e pra quem me abandonou no MSN D:

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Sabe quando...

.... te dá uma vontade de escrever enorme e você vai no embalo e percebe que tem muito pra dizer, por mais que ninguém entenda?

Minha vida vai andando. Bem mal das pernas, mesmo.
Pernas bambas vão por caminhos tortos. E porque as minhas estão bambas... hmmm... talvez por tentações, por medo... medo de pisar no mesmo buraco. Medo de pisar errado...

Sabe, eu mantive a frase "I'll be there when there's nothing left"... e vou continuar mantendo. Eu queria me sentir fria algum dia e não pensar em mais ninguém. Só no meu umbigo... Queria encontrar alguém que me entendesse. Olha! De novo! É esse meu problema. Eu DEPENDO dos outros. Eu não quero isso.

É isso. O desejo de mudança. E você tem certeza que não vai conseguir mudar, porque não seria você. E você passa a se odiar. Cada pedaçinho seu você acha um defeito. No final das contas, você se odeia e vai continuar chorando, no mesmo canto de sempre. Comigo não está sendo diferente... só que com uma diferença, talvez, a que faz a diferença: Eu sei que são fases, que isso não vai me dominar pra sempre. Quem sabe amanhã ou depois de amanhã eu esteja renovada e com pensamentos melhores, ou quem sabe eu esteja mais aprofundada nas minhas maluquices... Maluca que é maluca não abandona suas origens, eu só queria que elas não doessem tanto.

Em suma mesmo... são desejos. Que apesar da força de vontade, não vão pra frente...
são como amores platônicos. Eu DUVIDO que existam. Amores platônicos não são amores impossíveis, é um amor não de corpo, mas de alma. Você consegue me dizer se isso existe? E eu com essa vontade de indepedência e de um amor sublime...

...

E você fica meio afastada, meio no mundo da lua, meio jogada, deixada. Continua com a merreca de vida, até se divertindo na medida do possível. Você ignora as coisas e vai na direção do que realmente te faz feliz. E o que te faz feliz? Ter uma companhia e ser abandonado pelo mesmo? Você começa a criar a idéia que não precisa de companhia e que quer se virar sozinha e precisar só de sí mesma.
Tolice.
Das piores.

O maior problema disso? É quando você não sabe distinguir sentimentos! Eeeeh.. o pior, é quando você sabe que isso não foi a primeira vez nem a última que vai acontecer. E você só precisa sobreviver a outra tempestade, Mari... A água parece cada dia ter mais raiva de você, Mari.

Tente compreender, coração, que eu quero dar uma trégua na coisa mais conturbada da vida, que é o amor. Não venha me pregar peças, quem sai perdendo é você. Você nunca soube direito o que é amar e ser amado, e não venha querer agora, você é novo e precoce. Não me venha olhar estranho para pessoas estranhas, tudo fica mais diferente e mais igual que antes... Por mais que você pense que vai mudar, na verdade, você só iniciou outra guerra.
... Você só iniciou outra guerra. Acabe-a logo, por favor. Eu não quero me orgulhar de sofrimentos, quero uma experiência positiva de vida, não quero lágrimas, já me basta todas as que derramei... em vão, na maioria das vezes. Coração, faça uma sábia escolha.

O corpo é uma carcaça. E tem gente que leva isso tipo, TÃÃÃÃO a sério.
Eu só queria poder não ser carente.
Só isso.


sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Então...

Eu apaguei os posts mais recentes por uma razão meio óbvia: não tinham nexo.

Então, depois de uns tropeços e quedas mais bruscas, estou aqui de novo. Talvez não do jeito que esperava... mas com um espírito de renovação.
A gente precisa MESMO ser esmagado por uma pedra pra saber quão pesada ela é? Geez, a vida não me surpreende fazendo esses joguinhos pra cima de mim. Anyway, São tempos diferentes, exigem atenções diferentes... Só que no fim de cada ano a gente sempre tem a mania de olhar pra trás e ficar se lamentando. Comigo não há de ser diferente.

Só digo essas coisas porque tô com a corda no pescoço pra repetir de ano, hahaha... parabéns pra mim.

Ah, meus 15 anos tão chegando. O que eu vou ganhar de presente, hein hein?

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Desgaste

Um cafuné e um chá de sumiço: tudo o que precisava. O gosto desse chá talvez não seja tão bom ou que vá me trazer benefícios, mas que assim seja, é um mal "necessário". O carinho equilibraria o invisível gosto, amargo de algum modo, dessa coisa que ninguém vai notar a ausência; a minha ausência. Me ausentei, sem porques, sem motivos, mas deixei o jogo parado. O sumiço seria uma cópia mal-feita e um tanto dramática das coisas e pessoas que me rondeiam, e posso dizer que sinto falta das coisas que somem a minha volta. Por que não ter o mesmo destino que elas? Não queria saber o porque dos afastamentos mútuos, mas, mesmo se tentasse, a loucura é previsível àqueles que tem em mente tentar compreender algo alheio. E todo esse desgaste em vão... Forças não existem nesse jogo, e se existem, deixarão de existir em breve, por falta de intensidade. Falta de motivação, talvez. Falta de tanta coisa... Esse jogo há truques inimagináveis. Crer nos truques ou adivinhar algum deles, talvez não seja sorte ou dom, pode ser o próprio precipicio. Isso te leva a um momento que te faz refletir por qual caminho seguir, ou se seria esse o caso de recuar. Parar pra pensar nisso custa tempo, e nesse mundo maluco, tempo é algo precioso, por isso tantas pessoas o gastam desnecessariamente. Voltar a ser aprendiz no jogo não pode ser cogitado, ainda sou aprendiz, em longas fases de superação e descobrimentos, mas jogar ingênuamente parece impossível. Embaralhar as cartas do jogo não foi estupidez, foi uma atitude. Já agora, saber colocar na ordem certa novamente... se é que existe ordem certa. Quer saber? Que jogo complicado. Por isso me dá gosto de vivê-lo, para jogar, para ser uma eterna aprendiz, para sair vitoriosa. Quem sabe eu não precise mais desse chá, só do cafuné...

quarta-feira, 8 de abril de 2009

oi q tc

Uau... muito tempo sem passar por aqui. Quer dizer, passar eu até passava, porém não postava. Ia até a página de Nova Postagem, pensava, pensava e fechava a janela.

Tive muitas coisas e acontecimentos pra colocar aqui, muitas ideias, novidades etc, mas infelizmente só tomei a atitude de escrever algo agora, num bloquinho de notas, quando minha internet não quer conectar.

Eu andei pensando muito na minha infância, quando eu era pequena (não venham falar que ainda sou) eu me achava mais experiente que todas as outras crianças, porque eu não conversava muito com elas, e por isso ficava triste, achando que carregava um fardo. Ao longo dos anos escolares, fui tachada de várias coisas, algumas coisas eu não ligava, outras eu ficava nervosa, outras me deixavam chorando, e criei uma ideia que eu tinha que sofrer, para poder ensinar depois as pessoas como não passar por isso, e blá. Eu era a conselheira de todo mundo, porque eu sempre passava um apoio, passava a esperança. Mas eu ficava analisando tudo o que eu falava, e ficava me martelando na cabeça "oras, eu falo essas coisas, mas se o problema fosse comigo, nem eu teria coragem de cumprir isso". A vida me deu a "oportunidade" de encarar as coisas de frente, e muitas dessas coisas eu dei ré, caí em um buraco maior do que cairia se fosse pra frente, e já cheguei a pensar que eu poderia ou desviar desses buracos ou cair neles para ver o que encontrava dentro. Dramática, não? Quem nunca teve pensamentos loucos que atire a primeira pedra. Se for parar pra ver bem, isso não é nada louco, são assim que as coisas funcionam, portanto, elas sim são loucas.

Se anos atrás eu já tinha essas coisas entranhadas na mente, imaginem agora. No colégio Adventista eu tinha aula de religião, minha família é católica (ou se diz católica... família muito doida, faz coisas católicas, evangélicas e se pá até umbandistas). Nessas aulas eu parava pra ver o sentido de tudo. Tudo mesmo. Do tipo... "qual será que é minha 'missão' na terra?" e eu acreditava que era aprender e passar o que eu sabia adiante. Mas se eu não sei de nada, do que adianta? E hoje em dia nem sei minha religião, mas acho que existe sim uma "força" superior, a que vocês chamam de Deus. Confesso que eu clamo à Deus quando tô em alguma 'necessidade', é nessas horas que a gente lembra de rezar um pouco ou fazer um sinal da cruz.

Bem, almas existem, espíritos EXISTEM, portanto... Acho que uma coisa a se fazer enquanto está vivo, é buscar algo para a vida espiritual, afinal, ela continua depois que você descansa em um caixão.

"Só sei que nada sei" é uma frase que pode explicar muitas coisas.
"Você vê aquilo que quer ver" também.

Refletir sobre tudo as vezes me enche o saco. Me cansa, fico revirando no passado, cansa. Já é um trabalho esquecer de tudo, ficar remexendo então é uma porcaria. Só que os atos que ficaram no passado podem se manifestar no presente, think about it.

As vezes eu subestimo muita gente, erro meu. Imagino: "ah, esse daí não vai mudar, tem muito pela frente, se continuar assim só vai dar com a cara no muro". Minutos, horas, dias, ou semanas depois, a mesma pessoa me surpreende, se mostrando nada aquilo que eu havia imaginado. A inteligência e sabedoria existe em cada ser humano, mas alguns não a desenvolvem.

Páscoa hun. Ovos de páscoa, coelhinhos e... Ah, acho que páscoa pra mim é isso. Antigamente eu gostava mais, eu era mais animada, hoje em dia me resumo a comer alguns chocolates.

Minha saúde tá dando uns sinais. Eu tenho que maneirar nos doces, ou então... eu sei já das consequências. Tava lendo revista esses dias e ví matéria sobre a diabetes tipo 1 (no caso a minha). Nossa, alí deu a entender que é "pegar a doença e ser amputado/morrer". Não é assim, dá pra ter uma vida normal, só tem que tomar cuidado com carboidratos e açúcar. Se bem que até arroz vira açúcar no meu sangue...

Tô relaxada nos estudos também... nem as matérias no caderno eu organizei direito. Tô na recu de matemática, lá é legal até, fico até 1:40 no colégio xD e eu almoçei lá, a comida não é ruim o.o'~ Se eu não experimentasse, não ia saber que é boa.

Recentemente, eu andei descobrindo que amo muita gente. Não de namorado ou que eu seja lésbica lol, mas sim pessoas que dá vontade de abraçar, esmagar, morder, beliscar (sou agressiva ok? mas sou carinhosa, prometo HUAHAUH) em demonstrações de afeto. PORÉEEEM a maioria acha logo que estou apaixonada, que tô dando em cima, que quero estuprar as pessoas (bom, isso talvez hahaha)... Mas essas coisas só me vem quando eu não recebo isso, então eu tenho o desejo de dar isso para os outros. Tem uns engraçadinhos que até me abraçariam, esmagariam etc, mas esses sim tem outras intenções e eu SEI BEM quais são. ¬¬

Ah claro, eu virei a massagista da sala. Eu adoro fazer massagem *-* Ninguém nunca reclama. Pegaram a mania de esconder minha mochila e coisas também, mas nem ligo. Não ligo porque eu revido, HUAHAUHA.

Meu perfume é PURA SEDUÇÃO q, literalmente.

Ai ai... me divirto. (Do nada eu comecei a falar isso também, oxe o.o... e ainda tem o "tri. Falta o "bah, tchê". Daqui a pouco vou morar com o guille e virar gaúcha -n)

Eu acho que ganhei atitude. Sim, atitude, atitude de chegar lá e fazer o que tem que fazer, sem ficar de mimimi... Uma coisa boa também é que eu parei com aquele treco de virar o rosto quando me olhavam, eu ficava com vergonha porque me achava feia. Ainda acho, mas pô, sou feia, fazer o que? Não sou do "padrão de beleza", não sou uma loira de olhos azuis, não tenho um busto 90 e uma cinturinha 60, e acho que se alguém gostar de mim vai ter que gostar do jeitinho que eu sou. Fisicamente eu sou assim, mas tenho uma cabeça muito diferente.

Hoje no colégio teve um treco. Projeto "Descobrindo o mar", sei lá de onde veio isso, mas tem 4 áreas lá, foi tudo no laboratório. Eu ví uns planctons no microscópio e blá. Todas as 4 pessoas [que representam as 4 alas] são oceanógrafos. Na ala sobre.. vish, eu não lembro nada dessa ala, só sobre que tinham falado de areia da praia, enfim, o carinha ALÉM DE SER MUITO GATO falava muito baixo. Daí, desvia a atenção mesmo... HAUHAUAHUAH todas as garotas não devem ter prestado atenção em bulhufas nenhuma com aquele cara lá.

Minha mãe perguntou se eu tenho dupla personalidade. É uma boa pergunta. Alguém aí sabe responder? É que minha outra eu não sabe também...

Uma das explicações do meu tempo ausente aqui (se é que vocês querem saber XD) é que além do raciocínio lerdo, é o meu computador, ele tava com problema (ainda está), eu tô com pouquíssima memória ram, e essa pouquíssima memória ram (128, mas tô usando 120 porque é compartilhada -.-) JÁ está dando problema. A outra tinha danificado, ficou uma, e essa uma já tá me dando o ar da graça. O engraçado é que tenho dois Windows aqui que estão em conflito acho. No C:/ tenho o Profissional e no D:/ um Home Edition. Não me perguntem sobre essa façanha, não sei como consegui, já que não instalei nada no D:/ o.o

Ouvir músicas que não ouço faz tempo é o que eu tô fazendo agora. Já faz mais de 30 minutos que tô nesse bloquinho de notas, bagunçando um monte de coisa dentro da minha cabeça pra ver como eu posso encher mais linguiça nesse blog.

Não sei se vou conseguir postar ainda hoje (só pra lembrar, isso foi/está sendo escrito no dia 7, não sei quando minha internet vai colaborar... ) mas mesmo assim, se eu precisar acrescentar mais alguma coisa eu acrescento. Que saudade de ver os comentários (que foram diminuindo com o tempo o.o) de vocês aqui. Dos comentários gigantes do Honey, do Rock, Da Anne, Do Guille, enfim. :)

Tô maluca mesmo, ser maluca é o que há! \o/


(   \_/   )    _
(=^.^=)   /        m i a u!
(,,)   (,,)_/
Bom, podem ir descansar seus olhos agora. Bye bye amores da minha vida :*

RAAAAAAWR q

quinta-feira, 12 de março de 2009

Existem sim, músicas que falam por mim (rimou)

# Falling Again ; Lacuna Coil (claro!)
"Descanso, olhando minhas mãos
Procuro nestas linhas
Não tenho a resposta
Estou chorando e eu não sei
Observando o céu
Procuro uma resposta
Sou livre, livre pra viver
Não sou outra mentirosa
Eu só quero ser eu mesma, eu mesma...

E agora a batida dentro de mim é como uma brisa gelada
E eu nunca tive qualquer sentimento aqui dentro, mas
Me arruinando, traga meu corpo, carregue-o para outro mundo
Sei que estou viva, mas como uma pedra estou caindo

Eu rezo, olhando para o céu
Posso sentir essa chuva
Agora mesmo está caindo sobre mim
Voar, só quero voar
A vida é toda minha...
Alguns dias choro sozinha
Mas eu sei que não sou a única
Estou aqui, outro dia já se foi
Não quero morrer
Por favor esteja lá quando eu chegar
Não chore, por favor...
"

Oi :3 Eu nem ia postar hoje, só aproveitei que faltei no colégio (estranhas sensações de cansaço, muita sonolência,  além da porcaria de dor nas costas, daqueles benditos livros) e aproveitando também que a internet tá funcionando. Foda vai ser se eu escrever um daqueles posts gigantes e a net parar de funcionar, affe.

Então, o post vai ser totalmente randômico. Começando pelo meu interesse em ler coisas pessoais dos outros, acompanhar uma história, ver as atitudes e pensamentos alheios. Mesmo que a pessoa não me conhecesse, meio que faço isso por instinto. Claro que não vou sair caçando um monte de blogs pessoais por aí mas, é como "seguir uma novela". Você se interessa na história, talvez de identifique com ela, fica curioso pra saber o que vem depois... bom, só que é meio diferente. Ela não se passa na TV, não são feitas obrigatóriamente pra te agradar, não tem nada pré-escrito (?) e não tem coisas absurdas. Pera, coisas absurdas existem sim, anyways. Mas essas coisas me colocam a refletir, sempre precisei de empurrões pra poder ter um rumo de reflexão. Sou deveras confusa, então nada se encaixa pra mim.

Imaginar que só o fato de existir já é um desafio, em constantes perdas e vitórias...
Nem liguem, estou esquisita, não sei distinguir mais nada.
Só acho que tô meio chateada porque não tenho com quem estar, confiar e conversar na real. Claro que tem gente que eu considero e é recíproco mas, talvez não seja o tipo de pessoa que vá querer me ouvir e estar alí pra oferecer ajuda. Na verdade, eu não queria ajuda, mas a realidade é que estou precisando dela.

Obrigada, amiguinhos da net, se não fosse vocês...

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Só pra avisar mesmo

Não esperem posts esses dias. Decidí que vou postar coisas melhores.
Então, torçam pra minha vida ficar mais interessante (?)

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

não são só memórias..

...são fantasmas que me sopram aos ouvidos coisas que eu nem quero saber!

Oi people! Okay, eu ando meio animada e meio borocrochô. Eu entrei no Revolution AG, o pessoal de lá é animado, então... isso me ajudou em parte a ficar mais contente. A parte do 'borocrochô' é que eu queria seguir a vida como uma leiga qualquer. Tipo, sem noção do perigo, sem noção de nada, como se eu não soubesse o que é e como é viver. Eu esqueceria os problemas, o passado, as noites mal dormidas pra começar a lembrar quão lindo foram os meus sonhos, as flores que eu encontrei no meu caminho, e todas as risadas de coisas inúteis. Oh, como eu queria que a vida fosse menos complicada... T_T Tão fácil querer as coisas de mão beijada, não? Mas eu falo isso porque cansei mesmo, como qualquer outro ser humano, cansei. Vou ficar no chão por bastante tempo, até ter total firmeza pra onde eu vou voar novamente. Não adianta voar com os pés no chão! E mesmo eu sendo a sonhadora que sou, quero fazer as coisas certas dessa vez. Não as coisas certas que dizem por aí, e sim o que eu acho certo, vai da minha própria consciência. Claro que só farei as coisas ao meu favor, não pra me prejudicar né?

... Apesar de já ter feito muito isso (me prejudicar). Longas estradas nos proporcionam maiores oportunidades ao longo do caminho. Eu ando bem devagar nessa trilha, quero conhecer tudo e deixar bem marcado dentro de mim. Mas admito: quero esquecer tudo o que deixei pra trás. Foi bom e foi ruim. Agora sói vou guardar o que for essencial... Sim, ainda tô egoísta, portanto, não espere muita coisa de mim se não for recíproco {exceções... sim, existem.}

Sentí... Vontade de voltar atrás e não fazer NADA do que eu fiz. Existiam meios menos dolorosos de saber tudo... nhain. Mas claro que algum malefício trouxe algum benefício: Vê se eu não me aproximei da minha mãe? ;) Tadinha. Queria pdoer ajudá-la mais, mas as coisas vão se resolver melhor quando ela tiver com os olhos mais abertos.

Há dias ando ansiosa pras aulas. Não pras aulas em sí, não pros cadernos, não pros babacas que me chamavam de 'cabelo de beterraba'. E sim pras zoações da Hina, A Bruna caindo aos pedaços de amor pelo Ban, fazer novas amizades, Socar o guto, fofocar, gritar, pular, dançar, YAAA \O/ AMANHÃ SAI A LISTA DAS CLASSES! Quem vão ser os SORTUDOS (ironia, conhecem?) que vão cair na mesma sala que eu? Muhauhauhauaw...

Sabe? Eu vou é ser feliz, andar na direção que eu bem entender, se for pra quebrar a cara eu quebro sozinha, não quero levar ninguém junto não. Já quis, confesso.
Me enganei uma vez e não quero me enganar de novo: Achei que amor demais faria minha vida melhor. NEM SE FOSSE recíproco faria minha vida melhor, meldels. Coisas em demasia vão se estragando com o tempo. Depois é tarde... demais ~

Eu tô indo dormir 10 horas, e acordando MEIO DIA, nossa. Já já essa folga acaba, aulas aulas aulas aulas *-*~
Enquanto nada disso acontece, vou continuar no aguardo e abraçar bem a Lucky, até esmagar *0* Poxa, ela é muito fofaaaaaaaaaa. Não concorda comigo? Nham, mesmo? Tá fazendo o que por aqui? u___Ù Mari ser (?) MANÍACA por gatos, principalmente pela dela, ok.
Bom, esse ano vou ser estudiosa, mesmo. Ano passado foi o PIOOOOOR. Não aprendí porra nenhuma, então, deixa eu me esforçar nesse. Ando me surpreendendo :O Nem eu mesma sei do que sou capaz às vezes. Hmm.

Será que eu vou começar as aulas usando aparelho? xDDDDDDDDDDD~ Woal, antes não me imaginava de aparelho, mas não vai ser tão ruim =]

Que ótimo que não fiz a burrada de mudar de colégio, hein. Ficar sem as loucuras da Hina? TEM COMO? XDDD

Nhoin, nem tenho muito pra comentar aqui... só sei que salada de macarrão é mó boa! {? o-õ}

Valeu pra todo mundo que lê aqui... bendita paciência hein!

E por que não terminar o post com a música que começou? =) Pitty!!


Memórias

Eu fui matando os meus heróis aos poucos

Como se já não tivesse
Nenhuma lição pra aprender

Eu sou uma contradição e foge da minha mão
Fazer com que tudo que eu digo faça algum sentido
Eu quis me perder por aí fingindo muito bem
Que eu nunca precisei de um lugar só meu

Memórias, não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu...

Eu dou sempre o melhor de mim
E sei que só assim é que talvez
Se mova alguma coisa ao meu redor
Eu vou despedaçar você
Todas as vezes que eu lembrar
Por onde você já andou sem mim

Memórias, não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu...
Memórias, não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu nem quero saber!

Eu sou uma contradição e foge da minha mão
Fazer com que tudo que eu digo faça algum sentido
Eu quis me perder por aí fingindo muito bem
Que eu nunca precisei de um lugar só meu

Memórias, não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu...
Memórias, não são só memórias
São fantasmas que me sopram aos ouvidos
Coisas que eu nem quero saber!
Nem quero saber!

sábado, 7 de fevereiro de 2009

05:05 da manhã

Mari na fase "egoísta". CHEGA de esquecer de mim, de pensar no bem estar dos outros, mesmo que eu tenha que me sacrificar. Chega. Quero um tempo pra mim, poxa isso é tão difícil, tão inalcancável?

Vou ocupar minha mente com outras coisas. Com coisas que SÃO REALMENTE importantes pra mim, e eliminar de uma vez por todas as que me fazem mal, as que vão me devorando por dentro sorrateiramente. Não vou esperar o pior acontecer pra depois chorar, chorar e tentar consertar. Vou viver minha vida do jeito que melhor se encaixar pra mim e pra todos, mas não exclusivamente "mais pros outros" do que pra mim.
Cada um tem seus problemas, e mesmo que eu cuide de problemas alheios, eles nem ligam. "Não fiz mais do que minha obrigação", certo? errado. Minha 'obrigação' de amiga é ajudar, óbvio. Mas não doar minha vida toda, afinal tenho que cuidar de mim. Mas e eles? Eles cuidam de mim? Não, mas eu não reclamo. Só não vou dar e esperar receber no mesmo valor. Só isso. Nada muda pra vocês, pra mim muda bastante. Muda tudo. E por favor... você está com problemas? POXA que coincidêeeeeeeencia eu também, então enquanto você tenta resolver o seu eu resolvo o meu ok? Quando os dois estiverem melhor, conversamos sobre os supostos problemas. Porque eu não posso me pilhar com mais NADA. NADA, OK?

Não tô triste... tô... decepcionada. Com muita gente. Com o mundo. E a vida só me ensina, que... confiança é algo valioso. E eu acabo confiando cedo demais. Na inocência mesmo, sabe? (Não me venham com piadas de malícia, ou torço o pescoço de vocês)...
Eu aprendí que não tem pote de ouro no final do arco-íris. Aliás... ele não é algo concreto. Você pode criar uma recompensa pra você mesmo, apesar d'ela não existir, ela vai existir dentro de você, algo como... sabedoria? Ah, nem queiram me entender. =) Não queiram mesmo, eu já tentei e não conseguí! ;D

Sabe o que me falta agora? Não é nem carinho... não é liberdade... é espaço. Espaço pra coisas positivas, espaço pra pensar mesmo. E de onde virá esse espaço que eu preciso?... É.. Who knows?!

Eu tô me policiando. Ou tentando. E conseguindo. Se eu quiser um abraço, eu abraço a lucky, nem tem problema mesmo. Se eu quiser um 'eu te amo', vou abraçar minha mãe. Que por sinal, precisa muito de mim, e eu dela. Mas escorpiano pensa diferente de sagitariano, ah.. fazer o que; não é impossível né? ;)

Adiaram as aulas. Lindo hein? Quando eu penso que já ruim o suficiente, me vem mais essa. Parabéns pra mim. -.-' Não vou ficar repetindo "2009, ano novo, vida nova" Porque É UMA MENTIRA. Todo ano nós falamos isso, já percebeu? E aí, nós mudamos?

Vejo que estou numa fase da qual eu vou me agradecer muito depois. Ah, 14 anos, tenho MUITO pela frente. Vou estar melhor do que agora, vou estar pior em algumas situações. Mas eu temo de ficar muito mal agora e me custar pra voltar ao normal, igual no passado. Passado, bleh... não consigo botar uma pedra nele. Lindo, né? Teve tanta coisa legal. Tanta coisa pra recordar, pra guardar no coração e nunca mais tirar de lá. Mas quando o coração aperta... é. Dureza ;)

Deus, me dê paciência e sabedoria, porque se me der forças eu mato um. :@ {Old, but gold.}

Ah... vocês deveriam ouvir mais as pessoas ao redor. Por mais besteiras que elas digam... tudo tem um fundinho de verdade {não é mesmo, nork?}. Mas não veja seriedade em brincadeiras, ou você vai arranjar conflitos e vai criar coisa onde não existe. Be careful.

Amo vocês, pessoas queridas, ;D As únicas que tem olhos o suficiente (?) pra ler até aqui. Eu acho, né? :D Devem me amar demais pra isso. Beijinhos, se cuidem.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

;)

É. Eu realmente precisei de um chacoalhão pra acordar pra algumas coisas. Ridículo isso. Coisas que eu negava que fazia errado. Batia em cima da mesma tecla, tudo em vão, tudo pra piorar. Não estou vivendo num pesadelo nem pretendo viver em um, mas alguns momentos aqui estão... tensos. Uma mentirinha aqui, outra alí... E quando você percebe a situação, não dá pra voltar atrás. Não é o meu caso, mas é um caso que pode mudar muita coisa em mim e pra mim.

O que eu julgo certo, pode não ser certo. Mas quem pode julgar o que é certo e o que é errado?...

Bom, tirando esse mimimi todo que ninguém gosta de ler, eu ando random. D: Posso tar rindo do nada uma hora e depois simplesmente aparecer com a maior cara de choro. Nah, nem é emisse. Mas eu tô sentindo que esse início de aulas promete! ;D espancar Rever o pessoal, aprontar bastante... aah, 1º ano gentem! *-*

Tá que eu não tô suportando algumas coisas, dá vontade de falar tudo o que eu quero... mas aff, as coisas não são assim. D: E se eu tivesse o "poder" de voltar no tempo, talvez... talvez eu voltasse. Porque nem sempre as coisas boas fazem bem...

Eu tenho que parar de reclamar, eu ando reclamando demais u_u fala sério... tanta gente aí pior que eu. E que às vezes é irreversível... Não posso de jeito nenhum ficar vendo e botando só defeito nas coisas que eu tenho. Reclamar de barriga cheia... falando em barriga, meu peso agora tá normal, mas... se tem algo bom (se é que pode ser considerado bom) em amidalite, é... que você não sente fome (até porque NADA desce)... fica sem comer NADA durante uns 3 dias {dias críticos...}
Emagreci 3kg! xDDD mas já ganhei 1kg D: Dalhe comer porcaria.

Alguém já conhecia "Disco Metal"? Pois é, nem eu! o.O e é PUTA LEGAL \O/
aí vai um dueto meio.. lol, tem a anette, e o vocal dela tá LIIIIIINDO! Juro D:
Assistam aí: (se não assistirem igual o outro vídeo, vou parar de postar aqui û.u [+ameaça])


Ahhh, só isso mesmo. Beijos gentem. =**** beijonoumbigo&sonhacomigo qqqqqq

Ahh.. NADA muda tão rápido assim. Só se eu fui tola o bastante pra criar uma personalidade imaginária.. e me decepcionar com a que vejo agora. se a carapuça serviu...

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Começando do zero

É assim que tudo vai começar. Do zero. Não vou querer me atolar toda de novo.
2009 tá aí, e cada ano que quero melhorar, e não andar pra trás.

"Não é culpa dele. Não é culpa dele. Não é culpa dele. Não é..." - Céus, dá pra parar de repetir isso? Eu quero entender, o que ainda te faz pensar nisso? Boba você. Sempre foi boba. Fala e não faz. Fraca.
"Mas você não deve ver seus defeitos. Deve repará-los." - Tão simples dizer. Coloque em prática. Comece com tudo em branco, comece do zero.


A gente vive com base nas experiências do passado, certo?
Então a tendência é melhorar. Por mais que o passado não seja bom, ou seja, dele você tirou lições importantes.

Não vai melhorar se você não fizer nada. Acorda.
- "Eu faço." - Não adianta querer enganar ninguém. - "Você que quer enganar a sí mesma." Don't matter how you wanna play this game, you gonna lose it anyway.


Nesse momento só me sinto dependente. Não sei do quê, mas eu dependo de algo. E meu sonho de ser "independente" esvae-se. Na minha mente só resta o mar de confusões.

Mas... estou feliz, e vou permanecer assim.


Eu sabia! Mas eu preferia não acreditar. - "Você acreditou no que você já sabia, mas tinha medo que fosse verdade." - Eu quis ocultar a verdade, dentro de mim mesma. Isso foi abrindo uma ferida aos poucos: mas eu tinha que me sacrificar. "Bittersweet sacrifice."


Qual o aprendizado da vez? Seguir a vida... sozinha. Não digo que não tenho ninguém pra seguir comigo, mas é que eu preciso encarar as coisas como são. É sensato que eu tenha medo do desconhecido.

Random: Alguém me ajuda a escolher um nome pro blog? ;D

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Layout novo? Yeaaah \o/

Poxa, falta regular tudo isso aqui, mas quando tiver prontinho acho que vai ficar legal! =D ... ou espero que fique legal.

Esse tempo que eu não postei, passei falando muita merda com o Guille, Geandro e o Papel (novo amigueenhu), hmm. E rindo de muita coisa também haieoaieoaieoa

DIA 11 COMEÇAM AS AULAS WEEEEEEEEeeee... vou ter algo pra fazer ;D... não que eu não tenha, mas aff D:

Trocar fotos de "gatinhos" com a dona Líbia [cof cof HAUSHUAHSUA] é muito legal, tá. AHSUAHSUAHSUA XDD

Tô morrendo de sono ~_~'

Correção, tenho 4 leitores agora =
Bruna, Stephen (O ÚNICO QUE COMENTA, NÉ? U_U ♥), Papel e Gabriel! ;D

sábado, 31 de janeiro de 2009

Precisava postar

Amanhã eu vou rir (ou espero rir, é melhor do que chroar) disso. Eu vou rir. Dar boas risadas e ver "porque eu me pilhei com tanta bobagem?"

Mas por hora, pra mim não é bobagem. Na verdade, o que eu vou fazer amanhã não vai ser rir, e sim esquecer, tentar ocultar, ou até mesmo expulsar esses... pensamentos ruins de dentro de mim.

Oh gosh! Pensamentos ruins. Mas cá entre nós, não sou de ferro pra aguentar tudo calada. Se alguém me roubar na rua eu vou ter que abaixar a cabeça, seguir caminhando e dizer 'tudo bem, foi só uma carteira, com celular e tudo o que eu precisava dentro'?
Não é bem como eu disse... "Coisas ruins trazem coisas boas". Não é assim não. Eu acho. Ah, não acho NADA. Não quero achar nada, tá.

Quero me calar, ficar no meu canto. Mas alí eu sei que eu ia me isolar e me afundar. Então.. Vou ficar aqui. Exatamente oned sempre estive.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Pra começar, pra mim é essencial que todos vejam isso, e acompanhem as 10 partes. Não tô obrigando ninguém, mas vai botar alguém pra refletir, talvez. Deixem a preguiça de lado e assistam, oras! U_U



Muito tempo (tá, uns dias) sem postar aqui... Bom, só tenho dois leitores (Stephen e Bruna)... Mas ninguém é obrigado a ler aqui não. :P

As vezes, eu formulo muita frase bonitinha, textos enormes, jeringonças inacabáveis pra colocar aqui, não sei se pra desabafar mesmo ou pra entreter vocês com "minha vida". Aí na hora de digitar tudo, some, foge, evapora. Me faz pensar em tudo de novo.

Ah, uma coisa eu percebi. Com o passar dos tempos, muita gente tá amadurecendo e sofrendo muito cedo. Não me pergunte se é bom ou ruim, mas, com meus 14 anos, era pra eu tar brincando de boneca ainda... antigamente era assim. Mas antigamente também, pessoas com 14 anos já trabalhavam, ajudavam os pais e todo o resto. Então agradeço em algumas partes por ter ciência de algumas coisas que pessoas da minha idade não tem. Posso parecer muito convencida, mas é isso mesmo.
Nunca é tarde demais pra acordar pra vida, sabe? :) Ela é maravilhosa. Você e tudo ao seu redor, faz com que ela se pareça um horror e fora de controle. Quem faz sua vida é VOCÊ MESMO! Oras bolas u.u''

Desculpe aos crentes (lol? não falo com nenhum crente, mas se porventura algum ler aqui) mas Deus não vai te dar rios de dinheiro ou coisa parecida. Poxa, acorda. Eu acredito em Deus (não sigo muito a religião, mas) porém tenho a noção que Ele não vai fazer chover verdinhas aqui dentro de casa. Antes de mais nada, agradeça por tudo. TUDO. As coisas mais simples da vida são as melhores. Agradeça por você ter membros, visão, fala, audição, moradia, alimento, saúde e boas condições. Pense positivo. What goes around, comes around, baby! Não faça por obrigação... não faça tudo na ganância de receber tudo de volta. Argh ¬¬

Existem perguntas que não existem respostas. Pare com essas dúvidas infernais, é um ótimo começo também. Relaxar é bom, esquecer os problemas é ótimo, mas é bom lembrar que eles EXISTEM e você não pode ficar de pernas pro ar xD Equilibre tudo o que você precisa. Busque na medida do possível. Confie no seu potencial, e em tudo o que você é. Você não cresceu em vão, cresceu? ótimo. Por mais que eu esteja dando uma de psicóloga aqui, me sinto ótima com tudo isso, seria tão bom se eu ajudasse alguém assim.

Ahhh, calmae. Você acha tudo isso brega? Prefere ir lá curtir os seus 'funks' que falam sobre drogas, sexo e... mais sexo? Vai lá, estraga teu futuro. Estrague a sí mesmo. Estrague-se por inteiro. Mas nunca é tarde pra reparar alguma coisa. Reparar... ah.. talvez. Mas pra se redimir... não.

Sabe seu passado? Sim, aquele que você riu, aquele que você chorou, aquele que você teve decepções... ééé, esse mesmo, bote uma pedra. Dele, só passarão para o futuro coisas boas. Depende de Você deixar essas coisas boas entrarem e se aflorarem, e não adianta ter feito direito no passado e tudo o contrário agora né.

Me diz o que você faria se seu apartamento pegasse fogo enquanto você voltava de uma festa, a melhor festa da sua vida... O que faria? Você veria todos seus bens materiais pegando fogo, virando cinzas. Qual seria a sensação de uma perda brusca dessas? Óbviamente niiiiiiiinguém é de ferro pra aguentar certas coisas, especialmente como essas... Mas você choraria durante meses? Ficaria se perguntando 'ooh, por queeeee' ? Ah, tá, tá certo. Lembrando que NADA ACONTECE POR ACASO, NADA É POR ACIDENTE.

De toda coisa que julgamos 'ruim', sempre vem algo 'bom' dela. Já percebeu? Você não saberia como é comer sushi se não provasse, por mais que não goste (não é meu caso, eu adoooooro) agora já fica ciente que não gostou. =P Exemplo trash e bem leve o meu.


Opa, você leu até aqui? O_O Legal hein? xD Será que alguém consegue me compreender? Eu adoraria as vezes que existissem mais Mariannas por aí, pelo menos elas tem uma qualidade: Não hesitam na hora de ajudar alguém! ;) e.. Caraca, 5 horas da manhã.
Quem sabe mais tarde (já que hoje já é dia 27) eu não escreva mais um pouco? (OMFG, NÃO! Ç__Ç XD)

Bom, bye bye! E...


Musiquinha com um um toque a mais. Beijos :)


"... foi melhor assim"

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

oy oy oy oy oy oy

ah, oi. tá tudo bem por enquanto, nem sei o que escrever, só tô aproveitando que minha mãe não tá aqui de penetra lendo tudo sabe?

anywaaaay, tô conseguindo falar de novo! não tô mais fanhãn *-* wiiiiiiiih

quero andar de patinete, oi. sério xD toda vez que vou no parque lembro disso. :(

ontem eu tava assistindo Mamma mia, o filme é mó legal ok u_u' aí vai uma músiquinha do Abba, em português XDDD



The winner takes it all - Abba
Eu não quero conversar,
Sobre as coisas que nós passamos
Embora isso me machuque,
Agora é passado
Eu joguei todas as minhas cartas,
E foi o que você fez também
Não há mais nada a dizer,
Nenhum ás a mais a jogar


O vencedor leva tudo,
O perdedor fica menor
Ao lado da vitória,
Está o seu destino


Eu estava em seus braços,
Achando que ali era o meu lugar
Eu achava que fazia sentido,
Construindo-me uma cerca
Construindo-me um lar, Achando que seria forte lá
Mas fui uma tola,
Jogando conforme às regras


Os deuses podem jogar um dado,
Suas mentes são tão frias quanto gelo
E alguém bem aqui embaixo,
Perde alguém querido
O vencedor leva tudo,
O perdedor tem que cair
É simples e está claro,
Por que eu deveria lamentar?
Mas diga-me se ela beija,
Como eu costumava te beijar?
Mas diga-me se é a mesma coisa,
Quando ela o chama?
Em algum lugar bem profundo,
Você deve saber que eu sinto a sua falta
Mas o que eu posso dizer?
As regras tem de serem obedecidas


Os juízes decidirão,
Os meus adversários aguardam
Os espectadores do espetáculo,
Sempre ficam quietos
O jogo começa de novo,
Um amigo ou amante?
Uma pequena ou uma grande coisa?
O vencedor leva tudo


Eu não quero conversar,
Se isso te deixa triste
E eu entendo,
Você veio me dar um aperto de mão
Peço desculpas,
Se isso faz você se sentir mal
Ao me ver tão tensa
Sem auto-confiança
Mas você compreende
O vencedor leva tudo...
O vencedor leva tudo...

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

BESETACIL, QE? D: -s

É isso aí. A médica nem tinha citado nada, aí lá vem a mãe e.. "que tal uma besetacil, doutora?"
Pqp. Já comecei a chorar antes mesmo da injeção HAEIAEAEAE
Depois deu uma puta fome, devorei dois pães de queijo, mas nem conseguí beber nada.
Melhorou... bastante. MAS NÃO SAROU. ;-;' mesmo assim.
(se algum engraçadinho falar "eeee, levou na bunda" vai apanhar.)

E PQP não sou só eu que tô com esse troço. o____O muiiita gente que tava no hospital [e alguns amigos meus] também tão. wtf?!

HAUHAU que vergonha, chorar por injeção, logo eu que tomo 4~~5 ao dia. MAS BESETACIL É BESETACIL ;__;. NEMVEM.


Ahn, enfim.
AHH sonhei que eu fui num evento. Dã, acho que foi porque fiquei pensando na AD.
lacuna coil tava lá e eu cantei com eles qe AHUSHASHUASHAUH
adoro meus sonhos. só faço piração neles. e parece de verdade, pelo menos tive meus momentinhos de glória.

Minha mãe não tá me liberando o PC. anyway q ela acha que eu tenho que ficar de repouso *a que acabou de acordar*

59 contatos online e nenhum que eu deseje conversar ;__; ~

pra completar o post mais sem graça que vocês já leram na vida:


Within Me, Lacuna Coil

Something about you that makes me feel bad
I wasn't there when a thin line destroyed your soul

I search every corner
There's nowhere to hide
How I feel ignorance
Sacrifice some days it's harder
Let's face it, it's all about me
Deeply into your own

Deep within me
Life's crawling and wasting my days
Another night gone and I know there will be another way
I'm leading myself to be free in this eternal goodbye


Something about you will make me stronger
Now I'm aware when a man falls rebound, my fault

I search every corner
There's nowhere to hide
How I feel ignorance
Sacrifice some days it's harder
Let's face it, it's all about me
Deeply into your own

Deep within me
Life's crawling and wasting my days
Another night gone and I know there will be another way
I'm leading myself to be free in this eternal goodbye, goodbye

Here I wanna be (no more lies)
Here I wanna be (no more lies)
Here I wanna be, here I wanna be (no more lies)
Here I wanna be (no more lies)
Here I wanna be

Deep within me
Life's crawling and wasting my days
Another night gone and I know there will be another way
I'm leading myself to be free in this eternal goodbye, goodbye

Deep within me
Life's crawling and wasting my days
Another night gone and I know there will be another way
I'm leading myself to be free in this eternal goodbye

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

what have you done now?

Would you mind if I hurt you?
Understand that I need to
Wish that I had other choices
than to harm the one I love

What have you done now!

I know I'd better stop trying
You know that there's no denying
I won't show mercy on you now
I know, should stop believing
I know, there's no retrieving
It's over now, what have you done?

What have you done now!

I, I've been waiting for someone like you
But now you are slipping away ...oh
Why, why does fate make us suffer?
There's a curse between us, between me and you

What have you done! What have you done!
What have you done! What have you done!
What have you done now!
What have you done! What have you done!
What have you done! What have you done!
What have you done now!

Would you mind if I killed you?
Would you mind if I tried to?
Cause you have turned into my worst enemy
You carry hate that I don't feel
It's over now
What you done?

What have you done now!

I, I've been waiting for someone like you
But now you are slipping away...oh What have you done now!
Why, why does fate make us suffer?
There's a curse between us, between me and you

What have you done! What have you done!
What have you done! What have you done!
What have you done now!
What have you done! What have you done!
What have you done! What have you done!
What have you done now!
What have you done now, What have you done?...

I will not fall, won't let it go
We will be free when it ends

I, I've been waiting for someone like you
But now you are slipping away ...oh What have you done now!
Why, why does fate make us suffer
There's a curse between us, between me and you

I, I've been waiting for someone like you
But now you are slipping away ...oh What have you done now!
Why, why does fate make us suffer
There's a curse between us, between me and you...

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Goodbye my Lover...

Did I disappoint you or let you down?
Should I be feeling guilty or let the judges frown?
'Cause I saw the end before we'd begun,
Yes I saw you were blinded and I knew I had won.
So I took what's mine by eternal right.
Took your soul out into the night.
and may be over but it won't stop there,
I am here for you if you'd only care.
You touched my heart you touched my soul.
you changed my life and all my goals.
And love is blind and that I knew when,
My heart was blinded by you.
I've kissed your lips and held your head.
Shared your dreams and shared your bed.
I know you well, I know your smell.
I've been addicted to you.

Goodbye my lover.
Goodbye my friend.
You have been the one.
You have been the one for me.

I am a dreamer but when I wake,
You can't break my spirit - it's my dreams you take.
and as move you on, remember me,
Remember us and all we used to be
I've seen you cry, I've seen you smile.
I've watched you sleeping for a while.
I'd spend a lifetime with you.
I know your fears and you know mine.
We've had our doubts but now we're fine,
And I love you, I swear that's true.
I cannot live without you.

Goodbye my lover.
Goodbye my friend.
You have been the one.
You have been the one for me.

And I still hold your hand in mine.
In mine when I'm asleep.
And I will bear my soul in time,
When I'm kneeling at your feet.
Goodbye my lover.
Goodbye my friend.
You have been the one.
You have been the one for me.
I'm so hollow, baby, I'm so hollow.
I'm so, I'm so, I'm so hollow.

e os efeitos

estão começando a surgir. não muito bem os que eu queria, mas... é.

O QUE EU MAIS TEMIA parece que vai acontecer. Eu temia um tempo atrás, mas, ainda temo.

vou repousar hoje o dia todo. não é bem típico de mari, mas tá sendo um sacrificio {e um medo toda vez que eu precisar BEBER ÁGUA} pra engolir QUALQUER COISA. até ar. qualquer coisa que passar pela minha garganta... vish.

Ah, então. Era isso.

All the beauty I have lost Forever will be gone.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Caaaaaaaaaalor

... Dos infernos. TÁ MUITO QUENTE, PQP \O/

Mas, ao ionvés de estar nervosa, ou sei lá, eu tô calma o_o
Quem diria, não?

Fui no médico hoje... Pra ouvir o que eu já sabia: Garganta inflamada. Mas e meus olhos? PORQUE ELES TÃO ASSIM? ;;'

Anyway. tô melhorando. psicológicamente também.

O "grupo LoL" vai ter que suspender por uns tempos. xD ainda tô com novas idéias pra isso, preciso botá-las em prática.

Ah..

Especial pra você:
Obrigada por tudo! =*******

sábado, 10 de janeiro de 2009

Nada como um dia após o outro

Realmente, acho que ontem eu tava no FUNDOOOOO do poço. Daqueles que você tem que se acostumar com a umidade e escuridão, porque tá tão longe da superfície que não lembra mais como é o calor do sol e a beleza do dia.
Simplificando, Eu tava muito mal, e não tava com vontade de ficar bem de novo. Mas é como eu aprendí: Nada como um dia após o outro.
Tratei muita gente mal ontem, mas a consequência veio tudo pra minha consciência. Acordei muitooooo ruim hoje. Tô com um peso enorme. E tô adoecendo, de novo. Alguma coisa acontece enquanto eu durmo, provavelmente eu choro dormindo o.o'... não é possível. Recentemente eu venho acordando com o olho inchado, com a garganta ardendo. Nariz entupido... e posso te dizer que não é resfriado. Só se for psicológico.

Bom, dá pra perceber que hoje eu tô melhor que ontem.
DESCULPA, PRA TODOS QUE EU TRATEI MAL E NÃO SOUBE COMPREENDER. Eu sou uma boa ouvinte, mas, quando eu tenho meus próprios problemas pra resolver {mesmo que alguns deles sejam só noias minhas} eu não consigo ficar pilhada com problema dos outros.
E são nessas horas que eu despenco, solto toda a pilha em qualquer lugar. Ontem, eu falei um monte de abobrinha aqui, no post anterior. Mas enfim. Era tudo o que tava preso dentro de mim, não posso negar.
Méh, ninguém lê issaque. Mas, o que vale é a intenção. Tô com uma dor de cabeça dos infernos e é isso.
Vou tentar relaxar. Vou tentar ser a Mari de sempre. Aquela que tenta ver o lado bom das coisas. Que vai evitar arranjar mais 'pilha'.

Ah, nevermind. Tô muito chata mesmo.xD

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

bad feelings. a bad day. a bad month. maybe a bad year, though.

Won't take it ahead. But I won't stop. The poison is killing me from inside, but I need to stay alive. And it hurts... it really hurt me. The same thing that make my heart still beat, make it bleed... I can't stand for much time. I'm here waiting for a change. Hoping for a change. Crying for a change. Or for something else. The end is coming and I'm here like a fool. And, "this fool" don't know what to do... Will you notice me this way? Do you ever worry about me? ... Too much questions. Anyone with a reasonable reply... All stuck on my mind. Stuck. I'm stuck.
And you seems to have fun with it. With IT, not with ME. I feel jealous. I feel sad.
It never happened before, but... what a strange thing, huh? You can laugh now, if you want. You can leave me now, like you ever wanted.
I can be wrong, but I can be right. It was supposed to be one relationship full of love... reciprocal love. I am not receiving my part from 'reciprocal'. Am I too demanding? Or just feeling lonely? Anyway. I love you, and I'm suffering with that. That's almost all. Just show me that you love me too. Hug me the way I hug you. Love me... the way I love you.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

E aí gëmt, bls?1

Oi, Acho que hoje só trago notícias boas. =]

CLAMÍDIO foi adotado, e agora tem uma gatinha pra brincar também! [não, não foi eu quem adotei... ;_;]

Amanhã vou pro shopping =D Mas o melhor de tudo, é que eu vou sair com o Gabriel! ;D Saudade... e que saudade... u___u'

=) ~

domingo, 4 de janeiro de 2009

No angels gonna hear your cry for help..

Não ligo muito se ninguém ler. Afinal... Só pelo fato de ter colocado em algum lugar tudo o que eu quero expressar, está de bom tamanho.
Hum... Passou natal, passou ano novo. Todos fazem e se enchem de promessas. No final do ano, você vê se alguma delas se concretizou?...
Não é disso que eu quero falar. Quero falar que meu ano começou mal.. ou então, eu estou tendo uma crise de frescura, e ela aparenta não querer sair de perto de mim tão cedo.

Não sei como resolver certas situações como achei. Não sou tão experiente como achei ser... achei tanta coisa. Estive errada um belo tempo. E a Mari que depositava uma confiança exagerada em todos, começou a desconfiar. Não sei se isso vai alterar tanta coisa... espero que não. Certo que as coisas estão ruins, mas vamos trilhando esse caminho até o fim. O fim.

Poxa, quem vê pensa que sou dramática. É, eu talvez seja... mas infelizmente, é tudo o que eu sinto, não posso evitar isso. Ah... Tantas coisas me levam a ser o que sou.

Vivendo e aprendendo. Eu nunca tinha lidado com algo desse tipo antes, mas sei o porque esse é o veneno de muita história por aí...

E enquanto eu não puder estar perto... até lá tudo pode acontecer. Eu serei a mesma de sempre, mas... tem que estar em sintonia.

Eu achei que eu poderia estar triste, e mesmo assim colocar um sorriso no rosto. Mas fingir que está tudo ok não é uma forma muito certa de encarar as coisas. O sorriso seria para agradar os outros, mas não sei fazer isso direito.

E acho que por gostar demais, talvez eu não soube cuidar...
E todas as noites tem sido as mesma coisa...
Indo dormir com o travesseiro úmido... e só ele sabe o que me acontece... ou talvez nem eu, nem ele!


=]