sábado, 12 de outubro de 2013

Nosso Novo Mundo

A você, que se tornou minha vida:




Eu não sabia do que precisava, e tampouco me importava mais com a solidão. Fizera amizade com minha própria dor e não havia mais esperança de que a situação fosse mudar, já que minha companhia se resumia a mim e meus pensamentos bobos, porém destrutivos... nada faria com que eu abrisse os olhos novamente e enxergasse alguma luz. Tinha de viver porque era egoísmo pensar o contrário, mas a vontade era nula.. Eu poderia deixar de existir, cair no esquecimento do tempo, fugir para alguma outra realidade... Utopia...

Eu sabia que seria uma fase e que eu sobreviveria de qualquer forma porque é assim que somos forçados a viver, mas no meu íntimo... por mais que as aparências fossem de estar acostumada com a situação, eu não queria estar ali. Não me pertencia aquele lugar, e já estava no chão há muito tempo pra sentir alguma vontade de levantar. Não tinha nenhum motivo, um objetivo muito menos, para conseguir seguir em frente. Era uma vida de regressos, onde a indiferença reinava e nada havia pra modificar isso.

Não faltavam pessoas ou pensamentos bons, mas eram tão corriqueiros e sem valor que não adiantava ouvir conselhos sem conteúdo e que logo evaporariam. Nada preencheria o vazio que me corroía cada dia mais. Era uma ideia tão fixa, quase inabalável, se a vida não me pregasse peças: ir contra os meus princípios pra ir atrás de algo incerto, infundado até o momento, arriscado e perigoso. Quando me vi, já estava longe e mais perdida do que antes, mas perdida em você.. era como ter medo do mar, mas gostar de nadar nele. Querer enfrentar todas as ondas e tempestades que teria pra me oferecer. E até então, eu não teria nada a ganhar com isso, mas com certeza era melhor do que parecia.. E agora qualquer música era agradável demais para os meus ouvidos. E agora borboletas dançariam sem parar, e agora eu me peguei.. apaixonada. Por alguém que talvez pudesse me entender, talvez pudesse me fazer feliz e deixar que eu o fizesse feliz também. Essa coisa mútua que eu queria desenvolver e tinha certa necessidade de ser desenvolvida.

Minha cabeça dava voltas e voltas questionando o possível e impossível, se eu deveria ir ou ficar, se eu devia observar ir embora ou agarrar com a pouca força que eu tinha. Nessa hora eu descobri que tinha mais força do que imaginei, e, consequentemente, que eu iria levar isso adiante não importando o que viria depois. Eu ganhei um motivo pra voltar a viver (começar a viver) e eu teria alguém pra sonhar junto comigo.. vivenciar tudo isso. Alguém pra eu cuidar do jeito que eu gostaria que cuidassem de mim. Muito cedo pra poder chamar de meu, mas vontade não faltava. E era uma vontade louca, eu não podia e nem queria controlar.

Devia ser sonho. Por que não, né? Eu já estava voando tão alto, que já esperava uma queda maior ainda. E foi difícil acreditar que as coisas realmente tinham começado a mudar, e pra melhor. E eu tinha quem embarcasse nessa longa viagem comigo. E isso tomou tamanha proporção que eu notei que estava indo longe em tão pouco tempo, mas que não sei se ele andaria nos mesmos passos que eu. Ele poderia se interessar, mas e sentir? Eu ainda estava descobrindo sobre ele, e ainda mais sobre mim. Eu era capaz de tudo aquilo por alguém que não conhecia? Por que eu estaria me entregando assim, tão facilmente?

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

lost

There is something weird I wouldn't believe
I'm losing grip on my lifetime
I don't understand this wave I'm in
Wrong place, no money, just responsibilities

My heart and my wish are so far away
I'm alone now
Feeling the slow beat turning fast
No longer breathing, I'm returning in my own hell



I don't want to go, hold me into your arms so tight..

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Teach me...

I've been waiting for you, my love!
During these harsh days,
I've been waiting for you, alone!
In these sleepless nights.....





Let me enter in your land of bliss,
let me breath your scent of pleasure.
Please remind me what's the meaning of love
and please teach me what's the meaning of hope.
Tell me the secrets of the unknown happiness...

quarta-feira, 10 de julho de 2013

dangerous...



Now we're on this planet
I'm in love with all your dangers, dangers
We can live forever
I can be your favorite angel, angel
Beautiful dangerous

segunda-feira, 8 de julho de 2013

as strong as

You are so beautiful and I can hardly
Bear it when you weep
And there can never be a power on this earth
As strong as this love



Só não deixe acabar... não agora, que acabou de começar...

sábado, 6 de julho de 2013

won't let you slip away

The viciousness of youth
The meanest streak I ever saw
The harmony of truth
And self-deception in our hearts

We're almost perfect

You're like a death ray

We're nearly manic
I'm like a mute scream
But I'd never panic
If you'd only take me




I could be your love
And you could be my hope
I could be the hangman
And you could be my rope
We could be divine
A perfect piece of fiction
I could be your drug
And you could be my addiction

Words are left unspoken
As our opposites attract
Both of us are broken
And we both ignore the fact

quinta-feira, 4 de julho de 2013

believe


You give me a reason to live
You are my guide, my light,
So irresistible! 
I want you
I want you to walk with me
In this everlasting street
In this neverending dream 
Without you
I'm drowning to my tears
And I have to sing
A song of bitter longing 

quarta-feira, 3 de julho de 2013

eternity awaits

This is me, my reality
Maybe you think that I am insane
Anyway, I need to be myself
And I don't know what you're living now
But I know that I am far away...
Away from your city
From your identity



terça-feira, 2 de julho de 2013

I've found you, I've find myself


Something beautiful is happening inside for me
Something sensual, it's full of fire and mystery
I feel hypnotized, I feel paralized
I have found heaven

There's a thousand reasons
Why I should not spent my time with you
For every reason not to be here I can think of two
Keep me hanging on
Feeling nothing's wrong
Inside your heaven

I can feel the emptiness inside me fade and disappear
There's a feeling of content that now you are here
I feel satisfied
I belong inside
Your velvet heaven

Did I need to sell my soul
For pleasure like this?
Did I have to lose control
To treasure your kiss?
Did I need to place my heart
In the palm of your hand
Before I could even start
To understand?



quarta-feira, 26 de junho de 2013

sparkly angel I believe

Muitas vezes vítima do acaso, e muitas vezes indo ao encontro dele.


Quando sua vida se resume a decair, você se acostuma de tal forma que não mais lembra como é viver: você fica amigo do vazio, não mais preocupado em preenchê-lo. Indiferença caminha junto sem você perceber. E nada mais te surpreende... Uma questão de tempo até ver que você deixou de existir, pois nada sobrou do que você foi algum dia.

Até o destino jogar seus dados e te dar novas saídas, por mais que você não tenha força pra seguir nenhuma. E quando achava que não podia mais sentir, o medo se apossa e toma seu lugar, influenciando seus pensamentos, balançando seu coração e perturbando sua mente... de tal forma dilacerante que você é obrigado a acordar do sono profundo para encarar a realidade.

Você desperta e desacredita que algo pode mudar, mas que na verdade já havia mudado. Você mudou. Ganhou outros olhos e outro sentido para a vida. Tudo é válido: voar, voar alto, voar baixo, só voar.



We're flying high
We're watching the world pass us by

Never want to come down

Never want to put my feet back down on the ground

Conquistar outro tom de voz. A voz da própria existência. A voz que vai ditar o futuro, ou seja, a sua voz agora pode ser tão doce, quanto tão amarga... tão repulsiva como você evitou que fosse. Mas é sua. A responsabilidade passa a ser sua, e cabe a você distinguir se isso é progresso ou regresso.

Quando você decide conduzir a vida de outra forma, as coisas lhe sorriem. O sol parece mais interessante, o verde é mais chamativo e como é bom sentir o vento bater suavemente na pele novamente... Essas sensações foram despertadas de ti. Apareceu sem permissão. Invadiu sorrateiramente. E você está adorando se deliciar com isso. Ser vítima disso. Ser vítima do acaso, a mercê do bem e do mal, onde você foi cegada por um arco-iris que não via há muito tempo.

As borboletas no estômago reavivaram das cinzas, você pensa. Eu não estou preparada, você pensa. É hora de provar a minha falta de limites, você pensa. Já me despedacei tanto, você sente. Eu quero fazer valer a pena agora, você confia.



Está tão mais fácil perder a razão e a sanidade quanto você pensa. E nesse confronto entre otimismo e realismo, não sobra um de pé. É um eterno duelo de confusão, onde nada se aproveita.



Apenas observando as pedras atravessando minha janela. São as respostas dos meus feitos, talvez. 

O medo nunca vai embora. Ele domina e põe em dúvida tudo o que um dia foi certeza. E você quer acreditar que seu anjo chegou disfarçado para te resgatar dessa realidade e te dar o que você sempre quis...

Eu devo dizer para ele não me tocar mais.... ou para ele me tocar ainda mais?

Que cure minha ferida ou sangre ainda mais?

Eu quero sangrar pela causa certa, dar o meu sangue para tudo valer a pena e curar tudo o que for errado...



Se meu amor um dia foi perdido, que renasça outro. Que surja uma nova eu, uma nova oportunidade e uma nova vida. Que esse bem estar não vá embora jamais. Que as chances não me abandonem e que minha garra continue tão forte quanto possa ser. Que a bonanza paire sobre mim até o momento que julgar certo. Não é uma prece, é só o que meu espírito refletido no espelho me diz... E por dar-lhe atenção uma vez, eu quebrei. 



Pisando em um chão desconhecido, flamejante, aconchegante e convidativo... gostaria de negar quão arriscado isso é, mas como saber sem me dar o luxo de provar esse fruto proibido, do qual estive esperando durante tanto tempo? 

Eu sou humana e estou tentada a cometer os piores erros para obter as melhores conquistas da minha vida.
Não vou deixar isso passar, e esse incêndio ainda vai se alastrar pra quem me rodear. Pequenas pessoas irão se queimar e as grandes vão crescer junto comigo, convivendo com o meu próprio fogo. 

Got a big plan, this mindset, maybe it's right
At the right place and right time, maybe tonight

In a whisper or handshake, sending a sign

Wanna make out and kiss hard, wait nevermind

Dançando a minha própria música. Vivendo meu próprio mundo. Arcando com minhas próprias consequências!
Lidando com todo o perigo e obstáculo que se opuser, sem desviar ou mudar a minha rota pra felicidade. 
Felicidade ainda é pouco, perto do que eu busco... Mas afinal, o que é que eu busco? 
Eu não busco respostas. Eu quero vivenciar as respostas, todas elas. 


Ah.. que esse sentimento floresça aqui dentro de forma saudável, regada a adrenalina e paixão. 
Que a coragem sobreviva as eventuais lágrimas, e que os sorrisos perdurem até o pior tropeço.
Que seja tão bonito quanto parece ser. Que seja tão verdadeiro quanto deve!

It's only just a crush, it'll go away
It's just like all the others, it'll go away

Or maybe this is danger and you just don't know

You pray it all away but it continues to grow

Decepcionarei àqueles que um dia desejaram que eu continuasse a mesma...
Os ventos sopram ao meu favor, sem cobranças, e recebendo sorrisos encantadores em troca..
Eu sepultei minha eu para dar lugar a minha felicidade. Expulsei o rancor e medo para dar abertura para a loucura e felicidade. 

Remoldando meu coração a sua maneira, sem sequer sentir o seu calor..
Caindo na armadilha que você nem soube que eu me prendi
Confidenciando um presente que vire futuro 
E quanto menos você me dá, mais eu desejo ter... 
Sem realmente me entregar, mas vontade não falta...
Eu te encontrei.
E é o suficiente. Por hora.

Apenas eu, toda e verdadeiramente eu, com todas as farpas que a sinceridade pode ter.
Am I ready yet?