quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Quando tudo terminar, tudo em branco tornará.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Hold on, Girl... You are nothing, but a dreamer.

I'm searching for answer 'Cause something is not right I follow the signs I'm close to the fire



 Mesmo que anunciem a chegada de tempos ruins, estou lá, parada e esperando o desfecho final da história. Sozinha. Teimosia, ignorância, que seja: não desistirei, enfrentarei o que preciso for.

Tempos ruins, tempos ruins...
Por que tantas feridas voltam a doer, por que tanta incerteza, por que tanto pranto, por que a tamanha algazarra?
Por que ao abrir a janela, meu sol opõe-se a mim? Por que o salvador que sempre sonhei encontrar, nunca existiu, nunca virá? Por que não tenho onde me apoiar em sã consciência?
Porque está na hora de encarar a vida. E nessa viagem, não levo ninguém comigo.

No breu que me situo,
vou procurando você, em todo lugar...
há a esperança de te encontrar...

Começo a ter vergonha de mim mesma. Do que eu me tornei, da pessoa que nunca sequer imaginei que me tornaria. So senseless... Olhe até onde eu cheguei. Fui até onde achei que deveria ir, mas a vida então pôs-se a rir novamente. Errando os caminhos, eu tropeço de novo. De novo... até quando?
Me abandonem, me deixem sozinha, pois com isso já me acostumei. Não me crucifiquem mais do que eu já mesma faço..
Não há palavras que consolem, que ajudem, ou que resolvam. De críticas já estou farta...
Continuo pensando todas as noites, na melhor forma de te amar... te ter. Porque você é quem me tira desse abismo em que me coloquei... mas acabo voltando pra lá sempre que me dou conta que você não está aqui...

Sem tristeza, somente olhares distantes... Sem choro, somente o simples e vago sorriso... porque está perto, porque o fim dessa tempestade já virá.

Every day it's still the same
I don't know what to do with my life
I don't know where I belong to

Every night it's still the same
I wake up crying from my dreams
I have these nightmares again
All these past visions

Good, Evil, Good, Evil, God, Devil

I'm asking me, should I pray?
Or does nothing really make sense?
Will I be damned forever more?
Or will there be a light at the end?
Will I go to Heaven, will I go to Hell?





 ...
PLEASE FORGIVE MY SILLY FAULTS. 
I NEVER MEANT TO HURT SOMEONE

sábado, 3 de julho de 2010

our nightmare

(don't touch it, it's still hurt...) blame it on me


Farei de tudo para você se sentir melhor. Mas o meu melhor não é tão significante quando deveria ser... Porque estar ao seu lado é o mesmo que não estar, porque estamos juntos ao mesmo tempo que não estamos. Deveria eu deixar as lágrimas virem? Já ocorre tão naturalmente que não sei se posso impedir...

quarta-feira, 23 de junho de 2010

It's ok to feel down...
when the road is narrow... 


 Meu coração está em chamas. 
Ardente, cheio de desejos, vontades...
Sem medo de brincar com fogo,
mas com medo de queimar quem nele habita.

Coração bobo,
sem carência de nada
mas lhe faltando tudo.


estou coberta, mas ainda sim, sinto frio...
o que fará isso passar?

segunda-feira, 14 de junho de 2010

senses

 Perco os sentidos, sinto o coração a pulsar e o tempo a parar...
O amor me anestesia, me toma como vítima de um labirinto.
Sem força, sem intuição, somente... meu coração.
E o final... é o meu começo.

With every breath I take,
My heart beats faster,
No matter how hard I try to unwind
Tears keep falling from my eyes.
Haunted, hunted, I´m down on my knees;
Forever I´ll mourn the loss of my innocence.
haunted - stream of passion

I'm losing sanity...
I'm afraid of who I am... what am I doing with myself?

quarta-feira, 19 de maio de 2010

the beast inside

It shouldn't have to be this hard.


It's burning me up inside
Lost all my tears, can't cry
No reason, no meaning
Just hatred
No matter how hard I try
You fear the beast inside
It's growing, it's waiting
Just to hurt you



 e nada além de muito amor, muita loucura e muita necessidade de você aqui.

Segurar suas mãos nas minhas. Você iria sentir quão frias elas estariam - Dizem que quem possui mãos frias, tem o coração aquecido - e aí você poderia esquentar ambos. Nenhuma preocupação, eu daria sorrisos a troco de nada. É só sentir que você está aqui, eu não te diria que estilhaça abraçar a mim mesma desejando que fosse você. 
      Estou presa. Não consigo sair do lugar. A situação em que eu mesma me coloquei.
      Uma humana errante, que novidade tem nisso?
      O mar tão tranquilo que se agitou por tão pouco, pelos mesmos naufragos anteriores...
      E mesmo que o sol venha apartar suas lamúrias, lembrar-te como pode volver a ser doce,
      Prometer-te o irreal, aquecer-te...
      Vai se alastrando, com pequenas labaredas até implodir a sua fortaleza.


E por favor, não me perguntem o porque desse post. Mas gostei dele. Apaguei-o e o  refiz  inúmeras vezes essa manhã, e cheguei a conclusão de quê não preciso ficar chateada comigo mesma. Enquanto fui escrevendo, fui refletindo. Sei que erro, sei que acerto, sei que tento viver. Sei que tento dar e receber amor. Sei que as coisas são difíceis. Sei que as coisas não são do jeito que eu quero. Mas também não entendí porque semana passada foi tão estranha... Eu tenho que parar de tentar entender tudo, mas sei que tudo tem seu respectivo significado. Mas sou burra demais pra entender alguns.

Eu peço desculpa aos que se preocupam comigo, mas não quero que se preocupem. Talvez eu não mereça isso.

Peço, pela primeira vez, que não levem tão a sério meus posts. São inspirados na minha vida, óbvio, mas alguns interpretam errado e ficam confusos sobre mim. Eu estou bem, apesar dos posts sempre depressivos. 

E quer saber? Me sinto uma adulta precoce.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

(a)live

"it's the fear of the dark growing inside of me and one day will come to life..."

      "Arde olhar que nada é aquilo do que você espera, imagina ou quer.  
E que não existem heróis, apenas sobreviventes, pensantes.
E que sua vida, é você quem faz...
Ela não é pré-escrita, mas você se surpreende as vezes"


... 
In the shadows of the darkest nights
We will find your hearts and never let them die
We will give them all the love they'll need to live
Give them wings that they can fly away

In the shadows of the darkest nights
You will find your way, come take our hands and fly
To a place that only we can see
Don't be afraid there's no more misery


Não me empurrem de tão alto.. tenho medo do que me aguarda lá embaixo e ansiedade do que me espera lá em cima... 

sexta-feira, 23 de abril de 2010

A névoa que encobre...

I would be STRONGER with you here
I'm just asking you to stay here with me. I'm not making jokes, I truly love u.
 
sucumbir...sucumbindo.. descendo cada vez mais... te puxam para baixo...te jogam a culpa... ouça as risadas...
Não sei mais de coisas que achei que soubesse, não pretendo mais seguir a vida que pretendia seguir.
Me julguem diferente, me amordacem, mas é como se já não fizesse mais efeito. 
 
 
Todo momento me machuca...
Nunca me senti em casa aqui
Estarei eu sentindo falta de algo
Minha alma está num abrigo errado.
 
 No espelho surge uma imagem de pessoa fraca,
talvez desorientada, talvez desordenada, talvez muito longe de ser encontrada...

Eu vou achar, eu vou achar, eu vou achar...
até o último minuto, tudo valerá a pena.

-
So close yet so far...

quarta-feira, 24 de março de 2010

delirium

You make my heart beat fast, fast, faster
Em meus delírios noturnos eu insisto em te querer.
A realidade continua a brigar com minhas psicoses... 


E nada é mais certo do que o amor que habita em cada um
Seja oculto, seja mínimo, seja extravagante
Seja distante, seja de alma, seja dolorido
É algo que nasce, por mais que você não queira.
.. mas você necessita ...



I have a problem but I can't explain,
I have no reason why it should have been so plain,
Have no questions but I sure have excuse,
I lack the reason why I should be so confused,
I know, how I feel when I'm around you,
I don't know, how I feel when I'm around you,

Around you

O silêncio há de compreender.
Porque o tempo passa e coisas mudam
E o tempo passa, e as pessoas não mudam...

segunda-feira, 22 de março de 2010

so devoted, affection

you won't betray me, won't you?
and I want, I hope, I but I don't really deserve.






waiting for
the end of illusions. 

domingo, 14 de março de 2010

silence


lost in dark paradise of night.
this is my dream place~
here I wanna stay


Porque é tão chamativo, convidativo e perigoso... aconchegante e esquivo.
O destino me ofereceu caminhos estranhos. Trapaça faz parte do meu novo jogo...    
Faço agora a minha própria felicidade, os princípios que eu acredito. Sejam eles normais ou não, mas são meus. 


I hate what I am becoming, but it's SO fun. And so true.
And nobody wanna escape from me, no more...

quinta-feira, 11 de março de 2010

(in)consciência

• A manipulada com a sede da manipuladora


A calmaria anunciou sua presença, mas encontrava-se pairante uma nuvem escura.
Ansear a paz e então desperdiçar com a inquietude.
A marionete enfim, havia solto os seus fios... Não haveria mais de se espelhar nas pessoas para aprender a viver. Não precisaria mais sucumbir aos seus enganadores amorosos, agora poderia sentir sua própria fome.
O seu reflexo era pesado, coisas haviam mudado e continuavam sem solução.
O medo de se tornar algo diferente já havia concretizado... Esta não sou mais eu.
Eu vou pensar adiante no que fazer com tantos vultos frequentes que se instalaram aqui dentro.

Porque então, a escuridão pode trazer surpresas para mim...

segunda-feira, 1 de março de 2010

the fragment of my love for u

If I am here standing,
If I am here alive,
If I have a reason to breathe,



                                It's all because of you.


Como posso te descrever? A luz que ilumina meu dia? Nah, que clichê. Só preciso dizer que você me faz feliz e me faz muito bem. Você reviveu um coração que por muito tempo não havia recebido carinho, você trouxe sorrisos para alguém que há muito só chorava, você me deu alegria no momento que mais precisei. E eu realmente almejo que eu esteja a altura de tudo o que você realmente merece. Vou ficar ao seu lado retribuindo tudo e serei tudo o que você quiser que eu seja. Meu carinho e amor por você são imensuráveis, Bernardo.


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

O durante, e o depois

So here I am: Looking at you with hungry.
Just feeling... wild
and asleep


E o show acabou.
As pessoas encaminham-se à saída, seja por quais lá motivos inventem.
As devotas remanescentes apenas observavam, desinteressadas.
O fogo que já chamuscava então se alastrou
O último grito foi de alívio e o anúncio era claro:
... o jogo em que eu dito as regras está para começar.



 Você rasgou qualquer tipo de esperança e deixou as reminiscências gotejando com um barulho irritante --
Antes epifania, agora, vento.



sábado, 20 de fevereiro de 2010

\~ I'm spreading my wings to reality ~/







segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

challenge

so I just wanna die.


 O desafio mais árduo de cada dia é abrir os olhos e saber que terei que sobreviver..


As cicatrizes parecem se abrir, as feridas parecem voltar, e sou atingida com todas as suas palavras...
Continuo presa nos meus sonhos, presa em tudo o que eu queria e nunca poderei ter.
Seus olhos se fecham... mais uma vez, a escuridão lhe acompanhará pelo caminho.
Nada acabou, mas imploro por isso...


Set me free, your heaven's a lie...

sábado, 30 de janeiro de 2010

screaming

I'll stay here to the end
.... where are you? will you come to rescue me? 
 
 

... em vão, inutilmente achei que eu fosse capaz de compreender o presente, mas ele continua a rir de mim.

Lamento ter ido pelo caminho errado e ter me sacrificado tentando enxergar alguma luz - eu vou seguir meu coração, não importa o quão destroçado ele está agora - e por mais que negue, eu clamo por seu nome em silêncio, nas gélidas noites que finjo descansar...
Colocando os braços sobre meus ombros, um abraço imaginário, um abraço para fugir da realidade.
E rapidamente, sorrisos acompanharam as lágrimas.







I believe in you.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

windbringer, please

...
bring me the love and catch me when I fall.

afundei no erro de achar que nunca mais veria aquele brilho envolvente... dominante e perigoso, fingiu tomar-me e agora despediu-se com um singelo sorriso... você agora se foi, eu te perdi.


Me policiei a ficar presa a mim mesma - no aguardo de decisões, de punições.
Eu quero que essa tortura cure minha doença, meu desejo, minhas intenções
Eu quero que essa tortura me traga liberdade
Eu quero que essa tortura me leve até o fim
Eu quero minha vida de sempre...











Desistí, estou pronta para o fim, a neve está cada dia mais gelada, 
entreguei-me, acabe comigo e com o que resta de mim.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

gimme some good reason

to stay here.



Just feeling... confused
Perversão e ambição...
Se é que isso me leva a algum lugar, eu excluí toda a minha paciência. Ela era necessária, e agora, destruída. Eu estava querendo fazer tudo certinho demais, mesmo que as coisas nunca fossem certas...
Fiquei apagada, cinzenta... fui queimada de todo o jeito, de vezes prazerosas a amargas...
Eu não quero decepcionar a mim mesma.
E se algo me mantém viva agora, por favor, me acorde, me leve a realidade...


Me perdi na ilusão de um dia, ter vencido...

domingo, 24 de janeiro de 2010

Coldness


Just not feeling...
"And the joy I feel, are joys of emptiness."


E tudo ficou tão frio de repente. Era possível ver a minha respiração e suspiros - o local tornou-se agora sombrio - e não havia motivos para isso. As pessoas passavam e mesmo que sorrissem, eu sabia que tudo era indiferente, e que meu coração estava virando pedra.
Eu cacei todo o tipo de divertimento ou entretenimento. Mesmo que minha cabeça insistisse em pensar em coisas proibidas, ou que me fizessem mal, eu continuava nula e incapacitada.
Como eu poderia me fazer de forte num momento em que eu me sentia mais frágil? E por mais rouca que estivesse, todo e qualquer timbre da minha voz me deixava em cólera. Mesmo que não soubesse e nem fizesse questão de saber para onde iria ou onde estava, eu permanecí... Perdida e quem sabe, abandonada.

sábado, 23 de janeiro de 2010

Emptiness


Just feeling tired...
Ninguém consegue enxergar o imenso vazio nos meus olhos. Procuro aparentar felicidade, mas a incapacidade chega a falar mais alto, e impede até o fingimento... Quem dera poder fingir algo que transmita alegria... Alegria agora está tão distante de mim... De que adianta então, alegria falsa se transformaria em uma verdadeira tristeza. Mas a apatia já toma conta. A falta de emoções, a falta e necessidade de tudo. E nada agora é tão fácil como eu imaginei que fosse... como nunca na verdade foi. Mas o que é verdade pra mim agora?...
A verdade está me conturbando. A verdade é a qual fica cada dia mais forte e tudo o que ela precisa pra se dissolver até sumir é uma palavra. Mas não quero que ela se dissolva... Não quero que ela suma... Ela vai continuar aqui presente.

Vou voltar a me deitar no meu lençol de fantasia...

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Loneliness


Just feeling lonely...
O vazio é como se você não tivesse mais controle nem sobre sí mesmo. Você ainda consegue ouvir o coração bater, mesmo que não seja no ritmo dos apaixonados. Os enamorados... quão felizes eles são? É o que eu queria aprender... mas quem vai me ajudar? Quem vai fazer eu me perder na loucura novamente?

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

voltando

Olá, gente :3
Eu acho que aos poucos estou conseguindo escrever.
Nada estondeante, mas a minha vida está caminhando para um bom lugar. Pelo menos me faz feliz e não afeta negativamente a ninguém.

Eu estou aqui, firme, talvez não seja forte, mas estou firme.