terça-feira, 3 de novembro de 2009

Sabe quando...

.... te dá uma vontade de escrever enorme e você vai no embalo e percebe que tem muito pra dizer, por mais que ninguém entenda?

Minha vida vai andando. Bem mal das pernas, mesmo.
Pernas bambas vão por caminhos tortos. E porque as minhas estão bambas... hmmm... talvez por tentações, por medo... medo de pisar no mesmo buraco. Medo de pisar errado...

Sabe, eu mantive a frase "I'll be there when there's nothing left"... e vou continuar mantendo. Eu queria me sentir fria algum dia e não pensar em mais ninguém. Só no meu umbigo... Queria encontrar alguém que me entendesse. Olha! De novo! É esse meu problema. Eu DEPENDO dos outros. Eu não quero isso.

É isso. O desejo de mudança. E você tem certeza que não vai conseguir mudar, porque não seria você. E você passa a se odiar. Cada pedaçinho seu você acha um defeito. No final das contas, você se odeia e vai continuar chorando, no mesmo canto de sempre. Comigo não está sendo diferente... só que com uma diferença, talvez, a que faz a diferença: Eu sei que são fases, que isso não vai me dominar pra sempre. Quem sabe amanhã ou depois de amanhã eu esteja renovada e com pensamentos melhores, ou quem sabe eu esteja mais aprofundada nas minhas maluquices... Maluca que é maluca não abandona suas origens, eu só queria que elas não doessem tanto.

Em suma mesmo... são desejos. Que apesar da força de vontade, não vão pra frente...
são como amores platônicos. Eu DUVIDO que existam. Amores platônicos não são amores impossíveis, é um amor não de corpo, mas de alma. Você consegue me dizer se isso existe? E eu com essa vontade de indepedência e de um amor sublime...

...

E você fica meio afastada, meio no mundo da lua, meio jogada, deixada. Continua com a merreca de vida, até se divertindo na medida do possível. Você ignora as coisas e vai na direção do que realmente te faz feliz. E o que te faz feliz? Ter uma companhia e ser abandonado pelo mesmo? Você começa a criar a idéia que não precisa de companhia e que quer se virar sozinha e precisar só de sí mesma.
Tolice.
Das piores.

O maior problema disso? É quando você não sabe distinguir sentimentos! Eeeeh.. o pior, é quando você sabe que isso não foi a primeira vez nem a última que vai acontecer. E você só precisa sobreviver a outra tempestade, Mari... A água parece cada dia ter mais raiva de você, Mari.

Tente compreender, coração, que eu quero dar uma trégua na coisa mais conturbada da vida, que é o amor. Não venha me pregar peças, quem sai perdendo é você. Você nunca soube direito o que é amar e ser amado, e não venha querer agora, você é novo e precoce. Não me venha olhar estranho para pessoas estranhas, tudo fica mais diferente e mais igual que antes... Por mais que você pense que vai mudar, na verdade, você só iniciou outra guerra.
... Você só iniciou outra guerra. Acabe-a logo, por favor. Eu não quero me orgulhar de sofrimentos, quero uma experiência positiva de vida, não quero lágrimas, já me basta todas as que derramei... em vão, na maioria das vezes. Coração, faça uma sábia escolha.

O corpo é uma carcaça. E tem gente que leva isso tipo, TÃÃÃÃO a sério.
Eu só queria poder não ser carente.
Só isso.





Realmente, parabéns pra quem teve paciência de ler... hauhauha ~
E eu nem desabafei tudo ainda. :3 Só estou... pensativa.
Aproveitando pra mandar um oi pro pessoal da fyo, pro Oswy que tá acordado comigo, [q] e mandar um oi pro Pistache n.n~
... e eu realmente espero estar melhor amanhã.
... e espero que essa tristeza súbita não tenha vindo da tpm

3 comentários:

  1. "Eu só queria poder não ser carente"
    Vc é bonita e lgl, pod arrumar muito namorado por ai, é só deixar de jogar Audi e ir pro shopping kkkk

    "Eu queria me sentir fira algum dia e não pensar em mais ninguém. Só no meu umbigo..."
    Nossa, seu umbigo deve ser bonito HSUAHUSAHUASHASU

    Zuera Mari, se vc se sente carente, tamo aí pra te "desencarenciar". É só falar o/

    ResponderExcluir
  2. *o*
    Cê escreve muito bem, nem sabia!
    Queria ter "coragem" de postar minhas coisas que ninguém entende também.
    Curti seu blog <3

    ResponderExcluir
  3. Nossa, e eu achava que só eu me sentia assim...mas não escrevo tão bem...sabe, acredito que um dia mudanças virão pra mim...espero que para você tambèm..bjusss

    ResponderExcluir