quinta-feira, 12 de março de 2009

Existem sim, músicas que falam por mim (rimou)

# Falling Again ; Lacuna Coil (claro!)
"Descanso, olhando minhas mãos
Procuro nestas linhas
Não tenho a resposta
Estou chorando e eu não sei
Observando o céu
Procuro uma resposta
Sou livre, livre pra viver
Não sou outra mentirosa
Eu só quero ser eu mesma, eu mesma...

E agora a batida dentro de mim é como uma brisa gelada
E eu nunca tive qualquer sentimento aqui dentro, mas
Me arruinando, traga meu corpo, carregue-o para outro mundo
Sei que estou viva, mas como uma pedra estou caindo

Eu rezo, olhando para o céu
Posso sentir essa chuva
Agora mesmo está caindo sobre mim
Voar, só quero voar
A vida é toda minha...
Alguns dias choro sozinha
Mas eu sei que não sou a única
Estou aqui, outro dia já se foi
Não quero morrer
Por favor esteja lá quando eu chegar
Não chore, por favor...
"

Oi :3 Eu nem ia postar hoje, só aproveitei que faltei no colégio (estranhas sensações de cansaço, muita sonolência,  além da porcaria de dor nas costas, daqueles benditos livros) e aproveitando também que a internet tá funcionando. Foda vai ser se eu escrever um daqueles posts gigantes e a net parar de funcionar, affe.

Então, o post vai ser totalmente randômico. Começando pelo meu interesse em ler coisas pessoais dos outros, acompanhar uma história, ver as atitudes e pensamentos alheios. Mesmo que a pessoa não me conhecesse, meio que faço isso por instinto. Claro que não vou sair caçando um monte de blogs pessoais por aí mas, é como "seguir uma novela". Você se interessa na história, talvez de identifique com ela, fica curioso pra saber o que vem depois... bom, só que é meio diferente. Ela não se passa na TV, não são feitas obrigatóriamente pra te agradar, não tem nada pré-escrito (?) e não tem coisas absurdas. Pera, coisas absurdas existem sim, anyways. Mas essas coisas me colocam a refletir, sempre precisei de empurrões pra poder ter um rumo de reflexão. Sou deveras confusa, então nada se encaixa pra mim.

Imaginar que só o fato de existir já é um desafio, em constantes perdas e vitórias...
Nem liguem, estou esquisita, não sei distinguir mais nada.
Só acho que tô meio chateada porque não tenho com quem estar, confiar e conversar na real. Claro que tem gente que eu considero e é recíproco mas, talvez não seja o tipo de pessoa que vá querer me ouvir e estar alí pra oferecer ajuda. Na verdade, eu não queria ajuda, mas a realidade é que estou precisando dela.

Obrigada, amiguinhos da net, se não fosse vocês...