segunda-feira, 14 de junho de 2010

senses

 Perco os sentidos, sinto o coração a pulsar e o tempo a parar...
O amor me anestesia, me toma como vítima de um labirinto.
Sem força, sem intuição, somente... meu coração.
E o final... é o meu começo.

With every breath I take,
My heart beats faster,
No matter how hard I try to unwind
Tears keep falling from my eyes.
Haunted, hunted, I´m down on my knees;
Forever I´ll mourn the loss of my innocence.
haunted - stream of passion

I'm losing sanity...
I'm afraid of who I am... what am I doing with myself?

Um comentário:

  1. Está sendo você mesma e isso me deixa cada vez mais apaixonado por você, e espero que esse trecho não passe de uma musica, simplesmente não tolero lágrimas no seu rosto, ok? eu te amo minha escritora <3 só te quero feliz, desculpa se estrago o clima do blog mas é verdade viu.

    ResponderExcluir