quarta-feira, 19 de maio de 2010

the beast inside

It shouldn't have to be this hard.


It's burning me up inside
Lost all my tears, can't cry
No reason, no meaning
Just hatred
No matter how hard I try
You fear the beast inside
It's growing, it's waiting
Just to hurt you



 e nada além de muito amor, muita loucura e muita necessidade de você aqui.

Segurar suas mãos nas minhas. Você iria sentir quão frias elas estariam - Dizem que quem possui mãos frias, tem o coração aquecido - e aí você poderia esquentar ambos. Nenhuma preocupação, eu daria sorrisos a troco de nada. É só sentir que você está aqui, eu não te diria que estilhaça abraçar a mim mesma desejando que fosse você. 
      Estou presa. Não consigo sair do lugar. A situação em que eu mesma me coloquei.
      Uma humana errante, que novidade tem nisso?
      O mar tão tranquilo que se agitou por tão pouco, pelos mesmos naufragos anteriores...
      E mesmo que o sol venha apartar suas lamúrias, lembrar-te como pode volver a ser doce,
      Prometer-te o irreal, aquecer-te...
      Vai se alastrando, com pequenas labaredas até implodir a sua fortaleza.


E por favor, não me perguntem o porque desse post. Mas gostei dele. Apaguei-o e o  refiz  inúmeras vezes essa manhã, e cheguei a conclusão de quê não preciso ficar chateada comigo mesma. Enquanto fui escrevendo, fui refletindo. Sei que erro, sei que acerto, sei que tento viver. Sei que tento dar e receber amor. Sei que as coisas são difíceis. Sei que as coisas não são do jeito que eu quero. Mas também não entendí porque semana passada foi tão estranha... Eu tenho que parar de tentar entender tudo, mas sei que tudo tem seu respectivo significado. Mas sou burra demais pra entender alguns.

Eu peço desculpa aos que se preocupam comigo, mas não quero que se preocupem. Talvez eu não mereça isso.

Peço, pela primeira vez, que não levem tão a sério meus posts. São inspirados na minha vida, óbvio, mas alguns interpretam errado e ficam confusos sobre mim. Eu estou bem, apesar dos posts sempre depressivos. 

E quer saber? Me sinto uma adulta precoce.

2 comentários:

  1. Minha maior vontade é segurar suas mãos, sinto vontade, desejo e até necessidade disso, infelizmente não tenho o mesmo talento que você para escrever , minha poeta, gostaria de escrever mais alguma coisa,mas saiba que sempre estarei ao seu lado para tudo que você precisar <3

    ResponderExcluir
  2. Bacana o post. Saiu do lamento pelo lamento... parece ter mais significado agora. bonitinho.

    Hm, nao tente ser uma adulta precoce.. tá, sei que não é algo que se tenta ser, mas entenda que a sabedoria pra enxergar o significado das coisas que nós vivemos vem lentamente com o tempo. =D
    Boa sorte!

    ResponderExcluir