domingo, 24 de janeiro de 2010

Coldness


Just not feeling...
"And the joy I feel, are joys of emptiness."


E tudo ficou tão frio de repente. Era possível ver a minha respiração e suspiros - o local tornou-se agora sombrio - e não havia motivos para isso. As pessoas passavam e mesmo que sorrissem, eu sabia que tudo era indiferente, e que meu coração estava virando pedra.
Eu cacei todo o tipo de divertimento ou entretenimento. Mesmo que minha cabeça insistisse em pensar em coisas proibidas, ou que me fizessem mal, eu continuava nula e incapacitada.
Como eu poderia me fazer de forte num momento em que eu me sentia mais frágil? E por mais rouca que estivesse, todo e qualquer timbre da minha voz me deixava em cólera. Mesmo que não soubesse e nem fizesse questão de saber para onde iria ou onde estava, eu permanecí... Perdida e quem sabe, abandonada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário